+ Sujeitos + [192]

No modelo industrial, o foco é no objeto, no objetivo. As métricas são da produtividade e, como a sobrevivência se dá a partir da produção, tudo é pautado pela eficiência. Na Prospera, soma-se ao objetivo o subjetivo, o sujeito: a pessoa, o NÓ do NÓS. Com isso, o olhar da organização não se limita à sobrevivência: inclui a evolução.